Com muito carinho e trabalho, seu Chico dá exemplo de dedicação à escola estadual onde trabalha

A rotina em uma escola começa sempre muito cedo, principalmente para quem trabalha nela. Ser o primeiro a chegar, organizar o pátio, abrir os portões e recepcionar os alunos são algumas das atividades exercidas por um dedicado auxiliar de serviços gerais, ASG, na sigla utilizada para a denominação de seu cargo, da Escola Estadual Jardim Paulista, em Araguaína. Mas dentre suas atribuições, Francisco Vieira Nepomuceno se destaca com os cuidados dedicados aos jardins e ao cultivo da hora escolar

Aos 63 anos, seu Chico (ou seu Chiquinho, como o chamam os alunos), dá um banho de disposição em muitas pessoas mais novas do que ele. Sempre com um sorriso no rosto, o Francisco recebe o carinho dos alunos que não param de chamar por ele.

De fala mansa e voz baixa, ele quase se perde no meio das crianças que não escondem sua admiração, respeito e carinho por seu Chico. O amor pela profissão, ele garante, é o principal combustível para chegar todos os dias às 6h da manhã na escola para trabalhar. “É o amor. Faço isso com muito carinho pela escola e pelos alunos”, disse.

Seu Chico tem muitos afazeres na Escola Jardim Paulista, mas garante que seu “xodó” é a horta escolar. Nos canteiros bem-cuidados e cobertos com um tecido para proteger do sol, estão plantadas mudas de hortaliças e temperos, tais como cebolinha, coentro, jiló e quiabo. Todos os alimentos produzidos ali são utilizados na merenda escolar.

“Eu chego de manhã e vejo se tem mato para arrancar, molho as plantas e cuido da horta. Eu gosto de ver as plantinhas brotarem e crescerem. São como minhas filhas”, explicou carinhosamente o auxiliar.

E assim, cercado pelos alunos e pelas plantas dos jardins e da horta da unidade educacional, seu Francisco diz estar longe de parar de trabalhar. “Não quero parar tão cedo”. E segue ele tornando a escola um lugar melhor e mais bonito.

Fonte: SEDUC/TO

Comentários do Facebook
COMPARTILHE