Só este ano, mais de 100 crianças vítimas de violência sexual são atendidas em hospital infantil de Palmas

Hospital Dona Regina também oferece atendimento para crinças violentadas sexualmente (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

This post has already been read 9 times!

Até o mês de abril deste ano, um total de 148 crianças vítimas de violência sexual já foram recebidas pelo Serviço de Atendimento à Criança em Situação de Violência (Savi), que funciona no Hospital Infantil Público em Palmas. Os dados são da Secretaria do Estado da Saúde (Sesau). Em entrevista à TV Anhanguera, a coordenadora do serviço na maternidade Dona Regina, Zelma Moreira, falou sobre o assunto.

O atendimento também é realizado na maternidade Dona Regina. Nesta quarta-feira (17), a partir das 16h30 será inaugurada uma ludoteca no Hospital Infantil e às 17h30 na maternidade. O objetivo é oferecer um espaço lúdico e psicoterapêutico para dar suporte no atendimento dos menores.

Construída com madeira, como se fosse uma casa na árvore, a ludoteca funcionará no pátio do Hospital infantil. Já na maternidade haverá uma sala direcionada ao atendimento. Segundo a Sesau, o ambiente será um importante recurso para ajuda no trabalho com as crianças, facilitando o acolhimento, a interação e a construção de vínculos com a equipe multiprofissional.

O lugar também vai contribuir para a entrevista inicial direcionada ao diagnóstico da criança vítima de violência sexual e facilitar o acompanhamento ambulatorial delas. De acordo com a Sesau, o SAVI foi implantado em 2015 e neste ano de junho a dezembro, foram realizados 45 atendimentos. Em 2016, foram 378 atendimentos.

Savi

O Serviço de Atendimento à Criança em Situação de Violência é oferecido para crianças de ambos os sexos, na faixa etária de zero até onze anos, onze meses e vinte e nove dias, em situação de violação de direitos em decorrência de violência física, psicológica, sexual e negligência, crônicas e/ou agudas.

Uma equipe multiprofissional composta por médicos, psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros, funciona de 24h, em regime de urgência e emergência, que realiza o primeiro atendimento e o acompanhamento ambulatorial. Atende crianças de Palmas e demais municípios tocantinenses.

Comentários do Facebook
COMPARTILHE