CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Em nota o prefeito Júlio Oliveira diz não reconhecer aquilo que chamou de “usurpação do poder”. Na mesma o gestor diz que os suplentes feriram o direito à ampla defesa, fazendo menção ao arquivamento 004/2019 pelos vereadores titulares no 06/02/2020, quando reassumiram os cargos. Ainda diz que as medidas jurídicas já foram tomadas quanto ao julgamento em questão.

Veja a Nota

 

 

Comentários do Facebook