Na tribuna, Valderez pede rigor da justiça a crimes ocorridos em Talismã e Itacajá - Foto: Ulisses Holanda
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A deputada estadual, Valderez Castelo Branco (Progressistas), usou a tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta quinta-feira, 13, para prestar solidariedade à família de Andressa Aires de Souza, 12 anos, encontrada morta em um matagal, após cinco dias desaparecida. Segundo relatos, a menina teria sido abusada, assassinada e jogada em um terreno baldio em frente a sua própria casa, no município de Talismã.

“Como deputada, mãe, avó, ou simplesmente mulher e cidadã, não tenho como não me manifestar sobre essa situação. Presto toda minha solidariedade à família, para que todos tenham forças neste momento tão doloroso. Sei que a Polícia já está investigando e reforço o meu pedido de total atenção para o esclarecimento desse crime bárbaro que aconteceu em nosso Estado”, declarou.

Na oportunidade, a parlamentar parabenizou ainda os Policiais Civis da 51ª Delegacia de Polícia de Itacajá, na região centro norte do Estado, sob o comando da delegada Jeanie Daier de Andrade, por terem efetuado a prisão de um indivíduo de 34 anos pela prática de crime de estupro de vulnerável, praticado contra duas crianças de 10 e 11 anos naquela cidade.

“Crimes bárbaros como este merecem todo o rigor da justiça, para que os criminosos sejam punidos por esse ato execrável contra nossas crianças e adolescentes”, concluiu.

Há suspeita que a menina possa ter sido vítima de estupro antes de morrer – Foto: Arquivo pessoal da família
Comentários do Facebook